sábado, 16 de julho de 2011

Primeiro de junho

Mesa com capricho da sogra.
 Sabores variados
 Está na mesa!
Gran finale

sábado, 28 de maio de 2011

Aniversário: 1 ano

Rosa e amarelo: menina.
Mesa cheia de doces, brincadeiras de primos, lembrancinha.
Duas horas perfeitas.




Eco 2011

Árvore da vida, água, florestas.. muito foi visto e discutido, tudo foi reciclado e reaproveitado.
A Eco 2011 estava muito bacana!

Árvore da vida: toda reciclada!
 Apropriações do entorno...
 Como eu uso a água?! Em cada móbile uma foto e a explicação atrás.
Um SUPER efeito visual e uma super conscientização.
 Detalhe, na maquete da Lagoa Rodrigo de Freitas, o jóquei era uma tampa de vaso sanitário.


 As folhas secas que davam um tom especial foram a farra dos pequenos:
lançá-las para cima e ver a floresta ganhar vida...

terça-feira, 24 de maio de 2011

Real Gabinete Português de Leitura

Entre o antigo e o moderno, voltei hoje ao Real Gabinete. Visitei-o muitas vezes na minha formação e lembro ainda hoje a emoção de pesquisar um exemplar da Encyclopédie naquelas mesas enormes do salão principal. Historiador como nos sonhos. Hoje fui ao auditório, que não conhecia: no último andar recobrei o encantamento arquitetônico para ouvir o sotaque luso de minha bibliografia. Gravei e carrego comigo pra casa um pouco daquele momento.

 O encantamento passa pelo chão.
 Entrada térrea para o salão de livros




segunda-feira, 23 de maio de 2011

Sir Paul McCartney no Engenhão

Há 11 anos atrás assisti ao show do Paul McCartney no Maracanã. Foi demais.
Um super concerto com uma qualidade técnica pouco vista além de ser Paul McCartney. Achei sensacional.
Ontem, adorei . Considerei a performance mais próxima não só pelo esforço de Paul em falar português, mas sobretudo por emanar uma sensação de que ele 'sentia-se em casa' ,  algo como se soubesse o que ia acontecer...  um conforto bom, de diálogo com o público. Da outra vez assisti no meio da confusão, perto de um canhão de luz, agora, assisti em circunstâncias favoráveis, num camarote, sem as tradicionais dificuldades para banheiro, sentar, e etc. (apesar de ter visto que foi tudo tranquilo para quem não estava na minha situação). Por que o comentário?! Porque apesar do conforto, gostei mais de 1990:  sem estar lá no meio, a vibração foi outra. A experiência continuou maravilhosa, mas, nostalgia ou não, fiquei com saudade da sensação de antes.

 Emoção apoteótica.
 A beleza arquitetônica do Engenhão somou-se às luzes da platéia. Foi lindo.
Com a camisa da seleção brasileira
 Gran Finale

domingo, 15 de maio de 2011

Em algum lugar do passado

Estudei no IFCS - Instituto de Filosofia e Ciências Socias da UFRJ - no Largo de São Francisco, centro do Rio de Janeiro. Foram os anos de graduação, de abertura política no país e de fundamentação da historiadora que sou. Uma banca me fez voltar na última sexta e tomei café no mesmo bar de inúmeros outros cafés, lanches e conversas. Apesar das cores e tratamentos - o IFCS era todo branco e completamente abandonado  - ver o grupo ao lado me levou, zunindo como um arpão, aos tempos em que eu era um deles e lá estava com meus amigos. Fotografei a porta do Departamento de Filosofia que, por estar diante da cantina, é a paisagem mais recorrente de seus frequentadores já que, por ser muito pequena e com poucas mesas, as pessoas espraiam-se para além dela. O terceiro e o famigerado quarto andar: onde, quando ingressei, ficava a biblioteca e era reduto de todas as orgias. Por fim as escadas. Símbolo maior do prédio, referência de meus afetos. Hoje ela tem ponteiras metálicas no primeiro lance, cuidado de presenvação antes inexistente. E o ladrilho hidráulico... A foto não ficou boa, mas era preciso o registro.







Dia das Mães

Começar o dia caminhando numa rua tranquila, onde há sol e há sombra.
Sentar na delicatessem e tomar café com a família,
 com direito a capuccino e
  depois ainda ganhar madeleines da casa. Bom começo.
 Mais tarde, ir para a casa do cunhado e beber uma cerveja gelada,
 ver uma mesa bonita enquanto o papo flui e
 almoçar uma comida maravilhosa com
 muitas ondas de carinho.
Foi um ótimo Dia das Mães.

domingo, 8 de maio de 2011

Sábado maternal

Seguir para a casa da irmã por um postal do Rio de Janeiro.
Ver sobrinhos brincarem juntos e ...
 ...separados (esconde-esconde também é legal sozinho...).
 Implicar com a sobrinha dizendo que a mochila nova da escola é sua.
Com certeza vai gerar medidas drásticas como ir embora com a própria e SUMIR com ela.
 Almoço farto, gostoso com todos os filhos - irmãos - juntos.
Privilégio.

E sobremesas divinas para adoçar a boca além do espírito.
O sábado foi domingo!